Terça-feira, 7 de dezembro de 2021

Câmeras não substituem os vigias...

  • Lutamos para garantir que os vigias estejam em quantidade suficiente e com condições dignas de trabalho

    A diretoria do Sindserv vem acompanhando as diversas notícias de depredações e vandalismos nos prédios públicos do município, principalmente nas escolas. Sabemos que há algum tempo os vigias vem se desdobrando e se sobrecarregando, devido a defasagem no quadro de funcionários e a precariedade das condições de trabalho. 

    Já estamos cobrando há anos que se faça concurso público e, agora, que se convoque os concursados.

    Aí vemos contrato milionário para instalação de câmera de monitoramento e também vemos escolas com câmeras sendo invadidas. 
    O que deixa entender que as câmeras conseguem registrar quem depredou e furtou, mas não impedem o vandalismo. 

    Se tem milhões para contratar câmeras, porquê não tem recurso para chamar os vigias em quantidade necessária? Se a pretensão é realmente de reestruturar o setor, qual o motivo de fazer concurso só para 30 vagas?

    Em um levantamento preliminar, a prefeitura precisaria convocar, no mínimo, 90 vigias para reestruturar o setor. 
    Monitorar e registrar as ocorrências é importante, mas já vimos histórico de equipe de vigias estruturada e completa que conseguiu coibir muitos atos de vandalismos que tanto oneram os cofres públicos.

    A diretoria do Sindserv está tomando todas as medidas cabíveis para que os vigias tenham condições de trabalho.